Sem censura repercute confusão na AL e denúncia de "Marajás" na Prefeitura de João Pessoa

Sem censura repercute confusão na AL e denúncia de "Marajás" na Prefeitura de João Pessoa

Depois de quase 20 dias de paralisação por ordem da Justiça, o projeto da Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2018 teve sua apreciação finalmente retomada esta semana com duros embates entre governo e oposição na Assembleia Legislativa. 

Já na Câmara de João Pessoa, o destaque da semana foi a grave denúncia trazida pelo vereador Bruno Farias (PPS) após fiscalização ao Hospital Ortotrauma, conhecido como "Trauminha de Mangabeira". A oposição quer instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os supersalários pagos a médicos pela gestão Luciano Cartaxo.

Outra denúncia dá conta que uma empresa chamada Fixano recebeu de 2013 a 2015 o montante de mais de R$ 6,3 milhões em apenas dois anos no hospital. 

Os jornalistas Antônio Malvino, Ytalo Kubitschek, Marcelo Piancó e Julliana Veloso comentaram os dois assuntos.

Outras notícias