Energisa dá dicas de segurança para a realização de festas de Carnaval

Época é marcada pelo aumento de acidentes envolvendo redes de energia

Foto: Ilustrativa/ Arquivo Portal Infonet
Por Ângela Duarte há 8 meses

Em períodos de festas, como o Carnaval, o comércio ambulante aumenta e se torna comum o pedido de ligações provisórias de energia para barracas e casas de praia e veraneio, por exemplo. Mas, é importante evitar ligações clandestinas, já que, além de ser crime, podem ocasionar danos nos equipamentos elétricos e até acidentes, como choques elétricos, colocando em risco a comunidade.

“Mesmo neste tipo de festa, que o uso da energia num determinado espaço é temporário, quem deve fazer este tipo de ligação é a Energisa. Essas ligações provisórias já fazem parte da nossa rotina e garantem a segurança. Para solicitar basta ir até uma agência da Energisa e solicitar o serviço com pelo menos 48h de antecedência”, explica Danillo Lelis, coordenador de medição e combate às perdas.

Confira as dicas de segurança da Energisa: 

Não deixar fios em contato com partes metálicas de barracas;

 Não deixar nenhum fio exposto ou desencapado; 

Não utilizar equipamento com carga superior ao que a rede suporta;

Nos trios elétricos, avaliar antecipadamente a altura dos fios que atravessam as ruas do seu trajeto.


Solicitação de ligação provisória de energia

Para solicitar uma ligação provisória de energia, o consumidor deve, com antecedência mínima de 48h da data que ele pretende utilizar o recurso, se dirigir a uma das agências da Energisa e informar o período em que a energia será utilizada, além de apresentar RG, CPF e uma relação dos equipamentos que serão usados no estabelecimento (com suas respectivas potências, em watts ou kw).

Com essas informações, é calculado o valor do consumo e é emitido um boleto que deve ser pago pelo solicitante. A confirmação de que o pedido de ligação provisória será atendido acontece após a apresentação do comprovante de pagamento na agência. No dia e horário agendados, o cliente deve estar no local com o padrão provisório (poste, disjuntor, cabos, etc.) já instalado. É importante ressaltar que o lugar da instalação deve estar a menos de 40 metros da rede de energia da concessionária.


Com assessoria