Com estoques em situação crítica, Hemocentro convoca doadores de sangue

Os sangues com estoque mais baixo são os de O negativo e A positivo e negativo

Foto: Reprodução
Por Ângela Duarte há 2 meses

Localizado na Avenida Pedro II, 1119, em João Pessoa, o Hemocentro da Paraíba divulgou que, devido aos níveis críticos do estoque, está convidando os doadores de sangue O–, A+ e A– para doar sangue.  

 De acordo com a coordenadora de Ações Estratégicas da instituição, Elaine Santana, a demanda por esses tipos sanguíneos aumentou nas últimas semanas e para garantir cobertura nas necessidades transfusionais é preciso ampliar as doações.

 “Precisamos de todos os tipos de sangue para atender as solicitações das unidades de saúde que realizam transfusão, mas estamos buscando melhorar o nível do estoque para os tipos A, tanto negativo quanto positivo, e O–. Precisamos que os doadores compareçam ao Hemocentro para equilibrar o estoque”, afirmou.

O Hemocentro da Paraíba em João Pessoa está aberto para a doação de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h30, e aos sábados das 7h às 17h.


Critérios

Para doar sangue é preciso atender critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS). Os candidatos à doação de sangue precisam estar em boas condições de saúde; ter de 16 a 69 anos, sendo que o limite de idade para a primeira doação é de 60 anos e doadores com idade de 16 a 17 anos precisam estar acompanhados do responsável legal (pai ou mãe).

Também é necessário pesar acima de 50 kg; ter repousado no mínimo 6 horas na noite antes da doação – de preferência antes da meia-noite – e estar alimentado, evitando alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação. Demais critérios serão avaliados pela equipe da triagem clínica durante entrevista individual e sigilosa realizada com os candidatos à doação.

No Hemocentro, o processo de doação começa na recepção, onde é realizado o cadastro do doador mediante a apresentação de documento oficial e original com foto (carteira de identidade, de trabalho, habilitação ou passaporte).

A etapa seguinte é a pré-triagem onde são avaliados peso, altura, temperatura corporal e nível de hemoglobina do candidato. Na triagem clínica, momento da entrevista individual e sigilosa realizada por um profissional médico ou enfermeiro, o candidato a doador deverá responder a perguntas pessoais que serão avaliadas pelo triador para determinar se a coleta poderá ser realizada sem causar prejuízo ao doador e aos receptores.


Com Assessoria