11 pessoas são autuadas por furto de energia no Sertão paraibano

Ação foi feita pela Polícia Civil em parceria com a Energisa; desvio equivale a prejuízo de R$ 7 milhões por ano

Foto: Divulgação
Por Ângela Duarte há 4 meses

A Polícia Civil e a Energisa realizaram, nesta segunda (13) e terça-feira (14), uma operação para combater o furto de energia nas cidades de Catolé do Rocha, São Bento e Paulista, no Sertão da Paraíba. Na ocasião, 11 pessoas foram autuadas e presas em flagrante. A perda de energia nos municípios envolvidos soma 14,5 MWh, equivalente a R$ 7 milhões por ano, o suficiente para atender 5,5 mil residências anualmente.

“O Governo do Estado deixa de arrecadar em função do furto de energia mais de R$ 35 milhões de ICMS. A população perde com isso, uma vez que os valores poderiam ser revertido em infraestrutura básica, como saúde e educação, por exemplo”, ressalta Daniel Andrade, gerente do departamento de combate a perdas.

Apenas em 2018, mais de 10.000 unidades consumidoras na Paraíba foram fiscalizadas e 113 foram autuadas e presos com o apoio da polícia civil e o IPC. Uma vez constatadas as irregularidades, os responsáveis devem responder criminalmente pelo delito, que pode resultar numa pena de até cinco anos de reclusão e multa. 

 Para denunciar o furto de energia, a população pode entrar em contato com a Energisa através do call centre 0800 083 0196, site, whatsapp 83 99185-3738, aplicativo Energisa On ou na Agência de Atendimento da sua cidade. A denúncia é anônima. 


Com Assessoria