Equinócio de Outono: o que é este fenômeno que influencia a vida na Terra?

O Equinócio de Outono tem tudo a ver com o sol e com nosso planeta; Google fez Doodle sobre o assunto nesta quarta (20)

Foto: Júlia Vicheti/MdeMulher
Por Ângela Duarte há 6 meses

O verão está acabando: nesta quarta-feira (20) o outono começa no Hemisfério Sul e, com ele, acontece um fenômeno chamado Equinócio de Outono – também conhecido como Ponto Libra. E você sabe como ele ocorre?

Para ilustrar melhor este acontecimento, o MdeMulher entrevistou três astrônomos que explicaram exatamente como ocorre o fenômeno.

Começando pelo significado dessa palavra um tanto quanto esquisita, Equinócio tem origem no latim e vem da junção de aequus, que significa “igual”, e nox, que significa “noite”. A razão disso é o fato de que no primeiro dia do outono – ou da primavera – o dia e a noite têm a mesma duração.

“O Equinócio de Outono é aquele ponto a partir do qual os dias vão ficando mais curtos que a noite, ou seja, o hemisfério correspondente será menos banhado de Sol que o hemisfério oposto. Isso irá durar, aproximadamente, 6 meses até o Equinócio de Primavera”, conta o professor Rama Teixeira, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP).

Existem os Equinócios de outono e de primavera, que acontecem em março e setembro, e os Solstícios de inverno e de verão, que ocorrem em junho e dezembro. Como o nome entrega, nos solstícios de verão o dia (período de sol) têm duração maior do que a noite, e nos de inverno, o contrário.

O professor Rama ainda acrescenta que, na verdade, “esses episódios não acontecem entre as estações, mas são eles que definem os inícios das estações do ponto de vista astronômico que é seguido no Brasil”. Ele explica que, devido ao fato de que o eixo rotacional do nosso planeta não é perpendicular ao seu plano de órbita ao redor do Sol, os hemisférios “não são igualmente banhados pela radiação solar ao longo do ano”.

Às 18h58min, no horário de Brasília, é o horário exato que marca o início do Equinócio de Outono deste ano aqui no Hemisfério Sul. Além da mudança de estação, o evento afeta também o clima marcante, que tende a mudar com a época. “As condições climáticas típicas do verão vão diminuindo, as temperaturas médias vão caindo, as chuvas vão diminuindo no sudeste do Brasil e o clima vai ao longo dos meses se aproximando das condições do inverno (a estação seguinte)”, explica Roberto Costa, professor do Departamento de Astronomia da USP.


Fonte: MdeMulher