Por que a Netflix tem tantas séries canceladas?

Com duas ou três temporadas, séries da Netflix são canceladas, mesmo aclamadas pela crítica e com fãs fiéis

Foto: Reprodução
Por Ângela Duarte há 5 meses

Fonte: Tecnoblog

A Netflix pode estar reescrevendo o livro de regras e o modelo de negócios que definem se um programa de TV vai sobreviver a mais de duas ou três temporadas — o que tem deixado bastante gente chateada com o cancelamento de séries. Até então, o sucesso de uma série era medido pela sua longevidade em canais de televisão.

Agora, os dados é que mandam. Ter um fã clube fiel não é o suficiente, quando isso não se traduz em grandes números. Premiações e críticas positivas são levadas em conta. Mas são “apenas” boa publicidade para disparar as visualizações, que é o que importa.

charles-netflix-unsplash

Reuni algumas informações interessantes, mas custo e baixa audiência se destacam.

Alto custo das produções originais Netflix

Um dos motivos mais óbvios para alguns dos cancelamentos é o de que as séries foram consideradas muito caras. É sabido que a Netflix emprega um modelo “cost-plus”, oferecendo pagamento antecipado dos custos de produção mais um prêmio de 30% sobre esse valor, o que mantém os estúdios funcionando a toda na temporada.

Em troca dos pagamentos adiantados, os produtores desistem de uma vantagem potencial que é ter em mãos uma série de TV de sucesso e com longa duração. O pagamento de bônus são progressivos: relativamente modestos na primeira season, maiores na segunda… Tanto para séries produzidas pela Netflix como para externas.

Em contrapartida, a Netflix é conhecida por dar aos escritores e produtores liberdade criativa e tem sido relativamente paciente, dando uma segunda temporada a séries produzidas por novatos, dando tempo ao tempo. Quando custos da produção começam a subir, a Netflix aperta os cintos e fica mais severa nos critérios de renovação.

Blockbusters podem tudo

Para Blockbusters como Stranger Things, as renovações são óbvias. Séries em que a chegada de uma nova temporada é um evento, leva a novas assinaturas e resgate de clientes que abandonaram o serviço para testar outros, como o Amazon Prime Video.

Contudo, isso é raro. Para todos os outros títulos, sobra um escrutínio intenso.

A Netflix é descaradamente movida por dados, com muitas decisões baseadas em algoritmos. É por isso, também, que a empresa mudou o tamanho das temporadas — de 13 episódios para 10 ou menos. Temporadas curtas foram consideradas melhores para o consumo e qualquer episódio adicional seria uma despesa desnecessária.

O mesmo vale para o número de temporadas, por isso canceladas. Se um título não decolou durante as duas primeiras seasons, tem havido rumores de que a Netflix não vê um potencial significativo de crescimento além da terceira temporada (e algumas vezes além da segunda), não faria sentido continuar a insistir nos próximos meses.

É uma combinação de coisas…

A chefe de conteúdo original da Netflix, Cindy Holland, revelou alguns detalhes internos sobre a decisão de cancelar ou não uma produção na conferência da INTV, que aconteceu em Israel em março. “É uma combinação de coisas. Quando estamos investindo, decidimos quanto investir com base na audiência”, argumentou.

“Se o público não aparecer, pensamos no motivo para continuar a investir em algo que não é tão bom quanto esperávamos. Obviamente, a recepção da crítica também é importante, mas estamos realmente tentando ‘esticar’ nosso investimento financeiro o máximo que pudermos para compensar o dinheiro dos investidores — é deles, não nosso”, explicou.

Netflix / Freestocks / Unsplash

A boa notícia é que coisas novas sempre virão. Faz parte da estratégia da Netflix, para aumentar a base de assinaturas, introduzir novas séries o tempo todo. De acordo com os observadores da indústria, os fãs de algumas das séries canceladas ficam chateados, mas não o suficiente para cancelar a Netflix. Há um produto novo sendo lançado o tempo todo e isso desvia atenção da reclamação para a experimentar novas séries.

“No centro dos negócios está a rotatividade”, disse um insider da indústria ao Deadline, observando que há sempre assinantes que abandonam a Netflix após o período de teste gratuito ou entre um ou dois meses pagando e o objetivo é conseguir que mais pessoas se inscrevam, o que vem principalmente graças à nova série do momento.

Por que as séries canceladas não vão para outros canais?

Como detalhe em todo este negócio, fontes afirmam que a Netflix está assegurando que suas séries continuarão sendo exclusivas, mesmo após o cancelamento de novas temporadas, com uma moratória que supostamente impede que os produtores se mudem para uma nova casa levando o título consigo dentro de um longo período.

Apesar disso, a Netflix faz o movimento inverso e vem apostando em séries canceladas por canais de TV. Como é o caso de Lúcifer (FOX) e Designated Survivor (ABC) .

Lucifer

Séries canceladas pela Netflix

Fiz uma breve lista. Mas, certamente, devem estar faltando alguns títulos por aqui. Fique à vontade para incluir outros que, infelizmente, virão fazer parte dela num futuro breve.

  • A Series Of Unfortunate Events
  • All About The Washingtons
  • American Vandal
  • Atelier
  • Bloodline
  • Chelsea
  • Daredevil
  • Disjointed
  • Everything Sucks
  • Girlboss
  • Gypsy
  • Haters Back Off!
  • Hemlock Grove
  • Hibana: Spark
  • House of Cards
  • Iron Fist — Punho de Ferro
  • Jessica Jones (Marvel)
  • Lady Dynamite
  • Lilyhammer
  • Longmire
  • Love
  • Luke Cage (Marvel)
  • Marco Polo
  • Netflix Presents: The Characters
  • Sense8
  • Seven Seconds
  • The Break With Michelle Wolf
  • The Get Down
  • The Good Cop
  • The Joel McHale Show With Joel McHale
  • The Killing
  • The Punisher (Marvel)
  • Unbreakable Kimmy Schmidt
  • Voltron: Legendary Defender

Note que algumas séries não foram canceladas oficialmente, mas chegaram ao fim por decisão da Netflix e por terem “esfriado”, como foi o caso de Orange is The New Black (uma das séries mais populares) que anunciou que a sétima será a última temporada.

OITNB

Para quem achava que os algoritmos da Netflix serviriam para criar “séries perfeitas” que jamais chegassem ao fim de tão interessantes. Pelo contrário, o sistema se mostrou um grande serial killer de episódios. O que também tornou o mercado mais dinâmico.

O que fazer para a “minha série” não ser cancelada?

Não seja vítima dos números… Se você achar que algo tem potencial: assista! Sei que às vezes colocamos um monte de conteúdo na lista para ver depois e, por falta de tempo ou excesso de coisas listadas, não conseguimos dar conta de uma série ou filme.

Contudo, faça um esforço para assistir logo que o material for lançado. Deixe para depois itens mais antigos. Isso pode ajudar a Netflix ver que uma série vale a pena.

joanes-andueza / Apple TV / Netflix / Unsplash

Quase sempre, a Netflix vem a público nas suas redes sociais tentar colocar panos quentes. Foi o caso com One Day at a Time. “Fizemos a difícil decisão de não renovar para a quarta temporada. Passamos várias semanas tentando encontrar uma maneira de fazê-la funcionar. Mas, no fim, simplesmente, não houve uma quantidade de pessoas suficiente que assistiram para justificar outra temporada”, disseram no Facebook.

Sobre séries licenciadas, é mais triste. Podem simplesmente sumir do catálogo. As licenças vencem se não forem renovadas e duram por um período, não para sempre.

Por isso, alguns títulos acabam deixando a Netflix. Para decidir quem sai ou fica, são avaliados: 1) se os direitos de renovação para transmissão online ainda estão disponíveis; 2) a popularidade e o custo do título? e 3) Fatores sazonais ou regionais.

Com informações: DeadlineSimplemostWired e Netflix