Debate marca reestreia do filme ‘O Nó do Diabo’ no Cine Banguê, em João Pessoa

Filme de terror foi filmado no Engenho onde cresceu o escritor José Lins do Rêgo

Foto: Divulgação
Por Ângela Duarte há 1 mês

O filme paraibano de terror ‘O Nó do Diabo’ volta a ficar em cartaz no Cine Banguê (Espaço Cultural) nesta quinta-feira (15). A sessão especial de reestreia começa às 19h, e será seguida de debate, que contará com a presença dos diretores Ian Abé, Jhesus Tribuzi e Ramon Mota, além da produtora Mariah Benaglia, com a mediação de André Dib. Os ingressos custam R$ 5 (meia entrada) e R$ 10 (inteira).

O longa metragem também terá exibições nos dias 20, 24 e 27 deste mês. Realizado na Paraíba, o filme é dividido em cinco contos. A narrativa traça, de forma crítica, um histórico sobre o racismo e as relações de trabalho no Brasil, se concentrando em apontar que os horrores da escravidão nunca sumiram completamente. O gênero do terror foi escolhido como diferencial de aproximação para apresentar histórias severas, porém presentes em nossa sociedade.
 
Os cinco contos que formam O Nó do Diabo têm um mesmo antagonista, Seu Vieira (Fernando Teixeira), a representação do dono das terras que ultrapassa gerações. Ainda no elenco estão Zezé Motta, Isabél Zuaa, entre outros nomes.
 
A obra foi filmada em 2016, no Engenho Corredor, localizado no município de Pilar (PB). Esse engenho abrigou o nascimento, a infância e adolescência do escritor paraibano José Lins do Rêgo, que eternizou o sistema canavieiro e as relações sociais entre senhores de engenho e escravos em suas obras literárias, como Menino de Engenho, Banguê e Fogo Morto.
 
No filme, um engenho é tomado pelo horror há mais de duzentos anos. Com um histórico de violência e racismo que se estende por séculos, a família Vieira se apresenta como responsável pelos males sofridos por todos aqueles que entram (ou entraram) em contato com sua propriedade.


 
Serviço

Evento: Sessão de reestreia do filme O Nó do Diabo, seguida de debate com os diretores Ian Abé, Jhesus Tribuzi e Ramon Mota, além da produtora Mariah Benaglia (mediação por André Dib)
Local: Cine Banguê, Espaço Cultural José Lins do Rêgo (R. Abdias Gomes de Almeida, 800 - Tambauzinho, João Pessoa)
Horário: 19h
Valor: R$ 5 (meia), R$ 10 (inteira)


Com Assessoria