O Jerônimo de ‘Verão 90’ merece passar por uma redenção?

Após tantas artimanhas, fica difícil acreditar em Jerônimo entrando no time dos bonzinhos da trama

(Globo/Reprodução)
Por Ângela Duarte há 5 meses

M de Mulher

Um recurso muito utilizado nas novelas é o do vilão que se redime. Aquela pessoa que cometeu maldades nos últimos meses passa por uma transformação e termina a história por cima, amigo dos protagonistas e ajudando a acabar com um “mal maior”. A atual novela das sete, ‘Verão 90‘, às vezes flerta com uma redenção para Jerônimo (Jesuita Barbosa), mas será que isso é coerente para a história?

Assim como uma Maria de Fátima de ‘Vale Tudo‘, Jerônimo é o filho ingrato que é capaz de roubar a própria mãe se enxergar vantagem nisso. Ao chegar no Rio de Janeiro, atuou como golpista para se aproximar dos Ferreira Lima, e assim conseguir um emprego na PopTV, enquanto em paralelo fazia questão de prejudicar sua mãe Janaína (Dira Paes) e, principalmente, seu irmão João (Rafael Vitti).

Resumo da novela Verao 90, Jeronimo e João brigam

A parte da possível redenção do personagem pode ter sido indicada em acontecimentos nessa reta final de ‘Verão 90’. Primeiro tivemos um momento no qual o personagem reconquistou o carinho de sua mãe, ao ajudá-la (para depois, como era esperado, dar outro golpe), e agora temos o desdobramento a respeito da morte da Nicole no começo da novela. Tudo indicava que Jerônimo era o responsável pelo crime, mas a coisa tem indicado um outro caminho: declarações de Quinzinho (Caio Paduan) insinuam uma participação de Mercedes (Totia Meirelles) como a grande mandante do crime.

Jerônimo tem uma profundidade um pouco maior que os demais personagens da novela, mas nem tanto assim. Da mesma forma como ele exibe uma maldade digna de vilão de novela mexicana, em outros momentos ele sente remorso pelos crimes, e demonstra amar de certa forma sua comparsa Vanessa (Camila Queiroz). Após causar acidentalmente a morte de Magaiver (Ricardo Vianna) nos próximos capítulos, Jerônimo aparecerá bem culpado por ter sido responsável (de forma involuntária) pelo fim da vida do ex-comparsa.

Se as autoras da novela jogarem toda a vilania para Mercedes no fim da história, ainda terá espaço para Jerônimo ser “convertido” no final. Infelizmente, essa reviravolta não será muito coerente, pois o período de canonização do personagem foi bem fraco. Sem contar que cometer crimes contra a própria mãe é algo pesado demais, e que o público de novela não costuma perdoar com tanta facilidade. Félix, de ‘Amor à Vida‘, só se transformou no protagonista da novela depois de comer o pão que o diabo amassou, algo que Jerônimo chegou nem perto.

De qualquer forma, a possibilidade fica no ar. Vale lembrar que a primeira novela da autora, ‘Cheias de Charme‘, também teve sua vilã convertida à bondade no final da trama. Só que, nesse caso, Chayene (Claudia Abreu) era um poço de carisma, querida pelo público. Já Jerônimo…