The Jacksons farão tributo a Michael no Brasil; 'Ele é tudo e estará representado no palco', diz Tito

Irmãos se apresentam no país pela 1ª vez em meio a acusações de abuso sexual envolvendo Michael Jackson. 'Ele é nosso irmão antes dos negócios e da música, uma ótima pessoa'.

Foto: Divulgação
Por Ângela Duarte há 6 meses

The Jacksons, banda formada pelos integrantes do grupo The Jackson 5, vem ao Brasil pela primeira vez após a morte de Michael e promete honrar o legado do irmão. Em entrevista ao G1, Tito Jackson diz que show será dedicado a ele. “Será um tributo ao MJ, ele é tudo e estará representado no palco”.

A banda fará dois shows no país:

  • São Paulo, neste sábado (16)
  • Porto Alegre, na terça-feira (19)

The Jacksons é formado por Tito, Jackie, Marlon e Jermaine. Ao lado de Michael, os irmãos lançaram vários sucessos de pop-funk nas décadas de 1960 e 1970, como "I’ll Be There", "ABC" e "I Want You Back".

Polêmicas sobre Michael

Os irmãos se apresentam no país pela primeira vez em meio a acusações de abuso sexual envolvendo Michael Jackson

O documentário "Leaving Neverland" (Deixando Neverland, em tradução livre), lançado no começo do mês pela HBO, trouxe novos supostos casos de abuso sexual contra o cantor.

As acusações não são novas, mas foram apresentadas com nível inédito de detalhes. O filme teve enorme impacto nos EUA, onde a imprensa discute sobre o impacto que ele terá na imagem de Michael.

O filme é focado nos depoimentos de Wade Robson, de 36 anos, e James Safechuck, de 40. Eles narram detalhes dos supostos subornos e abusos sofridos quando tinham de 7 a 10 anos.

A família de Michael atacou o filme e, no fim de fevereiro, seus herdeiros processaram a emissora americana.

Tito se recusou a comentar o caso, mas disse que Michael "não era como as outras crianças". "Ele não saía para brincar, como meninos daquela idade. Era tudo sobre música. Sempre foi."

Como é o show

Eles preparam uma grande festa no palco, com muita nostalgia e suingue. O momento Michael será composto de três atos:

  • Um medley com "I Want You Back", "ABC", "The Love You Save" e "Dancing Machine";
  • Uma pequena história sobre superação, fé e começos;
  • E danças como as que faziam juntos.

"Ele é nosso irmão antes dos negócios e da música. Uma ótima pessoa, se doou todas as vezes em que teve a oportunidade de devolver um pouco do que ganhamos. É o tipo de pessoa que você não encontra todos os dias", declara Tito.

The Jacksons preparam um álbum com músicas inéditas para o segundo semestre do ano, inspirados em bandas como U2 e Rolling Stones. "Músicos da nossa geração lançaram discos maduros e achamos que podemos fazer o mesmo. A música é nosso maior amor e pretendemos fazer isso por muito tempo. Vamos à academia, estamos saudáveis", brinca.

Perguntado sobre uma possível parceria com Janet Jackson, ele respira e ri. "Adoraríamos tocar com ela, faremos o que for possível".

A hora do Tito - com dedinho de Michael

Tito é o segundo mais velho entre os irmãos na banda. Aos 10 anos, chamou a atenção do pai cantando e tocando guitarra e, poucos anos mais tarde, do mundo.

Mas foi só em 2016, aos 62 anos, que ele lançou seu primeiro álbum solo. “Tito Time” reúne seus gostos e influências: blues, funk, uma pitada de reggae e R&B.

Além disso, marca um dos últimos trabalhos com influência de Michael. O rei do pop trabalhou na produção e no acabamento de algumas músicas.

Em 2009, ano de sua morte, o trabalho ainda estava em produção. Lidar com o luto impôs uma pausa ao projeto. “Michael foi uma grande inspiração e hoje estou muito satisfeito”, declara Tito.

Algumas músicas do álbum estarão no show, com destaque para o single "We made it". "Tem tudo a ver com o Brasil pela batida dançante e a celebração à vida, que fazem parte da cultura do país."

Fonte: G1