Polêmica: Sikêra ataca rapper paraibana e Arapuan se desculpa por episódio

"Pedimos sinceras desculpas a todos que se sentiram ofendidos".

Por Ytalo Kubitschek há 2 meses

Após a polêmica ser instalada depois que o apresentador Sikêra Júnior fez um comentário sobre o hábito das mulheres pintarem as unhas, o apresentador criticou o repúdio manifestado pela rapper Kalyne Lima, do grupo Sinta a Liga Crew, ao tomar conhecimento das críticas veiculadas pela artista em suas redes sociais. "Se você está achando que eu vou mudar, eu não vou mudar. Se você vir via justiça para me processar, fique à vontade. Eu garanto que você perde. Perde tempo e dinheiro", desafiou.

O apresentador alegou que por hora, não iria citar o nome da rapper, mas a acusou de estar querendo promoção. "Até porque ninguém sabe uma música dessa mulher", alfinetou. Ao ver as declarações de Sikêra, Kalyne se manifestou: "Ridículo, idiota, ai.. que nojento!"

E não parou por aí. O apresentador continuou: "Você é revoltada com a vida e mal-amada. Não tem marido e nunca vai ter", disparou. Veja aqui o vídeo do react de Kalyne Lima às declarações de Sikêra Jr.

Após as declarações, Kalyne escreveu em sua conta no Facebook: "A repercussão que deu, só reflete que esse sentimento é compartilhado por várias outras pessoas. Esse homem é gordofóbico, preconceituoso, machista, misógino, dentre outras coisas", criticou. E acrescentou: "(...) ao contrário do que ele diz, sou casada há 13 anos, tenho uma filha empoderada e já fiz por esse Estado, na cultura, na área social e agora no jornalismo de responsabilidade, o que esse senhor, no alto dos seus cabelos brancos jamais conseguirá fazer sequer por sua rua", revidou.

A confusão acabou forçando o Sistema Arapuan a se manifestar oficialmente por meio de nota, deixando a responsabilidade pelos comentários inteiramente com o apresentador. Leia abaixo.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba já avisou que vai processar o apresentador. O órgão tambem se manifestou oficialmente por meio de nota.

O futuro é das mulheres”. Mais do que uma frase numa camiseta ou um slogan para uma livraria feminista nos anos 70, essa mensagem é o que acreditamos haver de mais genuíno e justo para nossa sociedade. Mas, o que virá depende de nossas atitudes hoje. E, sem se furtar à luta, como nunca fizemos, os diretores do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba vêm a público para repudir com veemência o comportamento do apresentador Sikêra Júnior, da TV Arapuan.

Ao tomarmos conhecimento de seu infeliz comentário sobre as mulheres, atrelando o fato de não pintar as unhas à falta de higiene feminina, ponderamos que seria de bom tom aguardar por uma retratação do apresentador. Prova de nossa cautela foi o contato feito na quarta-feira, 6, com um interlocutor na própria empresa em que Sikêra trabalha no sentido de aconselha-lo a retirar a ofensa.

Sikêra não apenas manteve o teor inadequado, conservador e misógino de seu comentário, como passou a atacar uma mulher de fibra e talento que “ousou” repreendê-lo.

Em nome de Kalyne Lima, jornalista e companheira de militância nos movimentos sociais, nos solidarizamos a todas as mulheres paraibanas, brasileiras e do mundo todo.

Ficamos à vontade, seguindo o conselho do apresentador em questão, para anunciar que vamos processá-lo. Não será perda de tempo e nem de dinheiro, mas uma forma de expressar nosso respeito às mulheres e nosso engajamento concreto na busca por uma sociedade igualitária e respeitosa

A Diretoria."

---

Julliana Veloso com informações do Facebook, Sistema Arapuan e Sindicato dos Jornalistas.