Paraíba tem menor taxa de desemprego do Nordeste no 1º trimestre de 2019

Estado apresentou taxa 11,1% de desocupação em Pnad divulgada pelo IBGE. Por outro lado, taxa de pessoas empregadas sem carteira assinada é quarta maior do país

Foto: Gabriel Costa/G1
Por Ângela Duarte há 5 meses

Fonte: G1

A Paraíba apresentou a menor taxa de desemprego do Nordeste no primeiro trimestre de 2019, de acordo com a Pesquisa Nacional pode Amostra de Domicílios (Pnad). A pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (16) indicou que a Paraíba registrou uma taxa de 11,1% entre as pessoas de 14 anos ou mais de idade.

A taxa de desocupação do Brasil no mesmo período ficou em 12,7%, acima dos 11,6% do trimestre anterior, mas abaixo dos 13,1% dos três primeiros meses de 2018. O desemprego cresceu em 14 das 27 unidades da federação no 1º trimestre, na comparação com o trimestre anterior, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nos demais estados, houve estabilidade.

No caso da Paraíba, em relação ao último trimestre de 2018, houve um aumento quase irrisório de 0,1% na taxa de desocupados e uma queda de 0,6% em relação aos três primeiros meses de 2018, quando a taxa era de 11,7%.

Embora a Paraíba tenha apresentado uma taxa de desocupação baixa, menor até que a média nacional, em um outro dado relevante a Paraíba aparece em quarto entre todos os estados brasileiros e Distrito Federal com maior percentual de pessoas ocupadas sem carteira assinada.

A Pnad Contínua indicou que 43% das pessoas com mais de pessoas de 14 anos ou mais de idade empregado estava sem carteira entre os empregados do setor privado. A Paraíba só ficou atrás de Maranhão (49,5%), Piauí (47,8%) e Pará (46,4%). O percentual corresponde a 256 mil pessoas na Paraíba que trabalham no setor privado, mas que não tem vínculo na carteira de trabalho.

O nível de ocupação no estado, por sua vez, foi de 46,5% nos três primeiros meses de 2019. Além dos ocupados sem carteira assinada, a Paraíba apresentou aproximadamente 324 mil pessoas que trabalham com carteira assinada e 449 mil que trabalham por conta própria.

A Pnad indicou que a Paraíba apresentou um aumento de 3,1% no número de pessoas que trabalham por conta própria comparando o primeiro trimestre de 2019 com o de 2018, passando de 27,1% para 30,2%. O estado ainda conta com 66 mil empregadores, dois mil a menos que o último e o primeiro trimestres de 2018.