Menina entrega bilhete tocante para professora e dá aula de compaixão

O lindo gesto da aluna de apenas nove anos viralizou na internet e emocionou muita gente!

Foto: Taciana Ferreira/Reprodução/Facebook
Por Ângela Duarte há 5 meses

M de Mulher


A gente recebe notícias sobre vários assuntos ao longo do dia, algumas nem sempre tão boas, né? Mas a história de uma aluna da rede estadual de ensino de Cruzília, em Minas Gerais, fez muita gente se emocionar com um gesto lindo de compaixão que melhorou o dia de muitas pessoas – e dá para dizer que até restaurou fé na humanidade também, viu?

A professora Taciana Ferreira trabalha na escola estadual Dona Leonina Nunes Maciel e pediu contribuições espontâneas para os pais dos alunos para a produção de chocolates para a Páscoa. Enquanto passava recolhendo a quantia em dinheiro dos alunos da turma em que dá aula, uma das estudantes entregou em suas mãos um bilhete enrolado em algumas cédulas de dinheiro. Ela não imaginava que se emocionaria tanto com o que estava prestes a ler.

No bilhete, uma mensagem tímida escrita pela pequena de apenas nove anos: “Tia, 3 reais são meus e os outros 3 é para alguma criança que não tiver dinheiro para pagar”. A professora, que leciona há uma década na mesma escola, diz que guardou o bilhete para ler assim que terminasse de conversar com todos os alunos. Quando teve um tempinho para ver o que estava escrito nele, Taciana conta que se emocionou com o gesto de bondade. “Ver a inocência e pureza da criança, querendo ajudar o próximo e fazer o bem. Fiquei muito emocionada”, relata a educadora para o jornal Extra.

A professora compartilhou o bilhete em seu perfil pessoal no Facebook na última sexta-feira (29/03) e o mesmo viralizou em questão de horas, chegando a mais de 149 mil reações e 92 mil compartilhamentos. Ela explicou a emoção e se disse grata por ter presenciado esse lindo momento protagonizado pela aluna. “Sempre falo que sou abençoada pela profissão que exerço. E mais ainda, sou abençoada por trabalhar com crianças. Esse ser puro, inocente e que me ensina mais do que eu a eles! Só tenho a agradecer a Deus por me permitir viver momentos assim”.

Que gesto maravilhoso!