Projeto da UEPB vence concurso promovido pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido

Concurso tem como objetivo mapear projetos pedagógicos que expandem o ensino do idioma inglês no Brasil

Foto: Joana Paula/Arquivo Pessoal
Por Ângela Duarte há 3 meses

Fonte: G1

Um trabalho realizado na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) venceu o concurso cultural “Move ELT Forward Beyond the Classroom”, promovido pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido. O projeto “Produção de HQ nas aulas de Língua Inglesa”, da professora Joana Paula Costa, foi desenvolvido no período em que ela atuou como docente supervisora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no campus da UEPB em Guarabira, no Brejo paraibano.

O resultado do concurso cultural foi divulgado na quarta-feira (15). De acordo com a professora, a iniciativa tem como objetivo mapear os projetos pedagógicos que expandem o ensino do idioma inglês no Brasil, o que, segundo Joana Paula, mostra que os professores estão a todo momento construindo e reinventando a educação no país.

“É de extrema importância esse reconhecimento, ainda mais em um momento como esse, em que estudantes e professores do nosso país enfrentam cortes na educação pelo Governo. Então isso é importante para mostrar os nossos desafios e que, ao contrário do nosso país, eles são reconhecidos lá fora”, destaca Joana Paula.

Ao conquistar o primeiro lugar, a professora, graduada e pós-graduada na UEPB, ganhou uma viagem com passagem aérea e estadia de cinco dias para a mesma cidade do concurso, no Reino Unido, para participar do “Better Learning Conference 2019”, um dos maiores eventos de ensino de língua inglesa do mundo. A conferência acontece nos dias 1, 2 e 5 de julho.

Projeto surgiu para motivar alunos

Joana Paula conta que o projeto “Produção de HQ nas aulas de Língua Inglesa” surgiu a partir da tentativa de tornar a aula de língua inglesa mais interessante, para que os alunos se sentissem mais motivados para estudar e aprender a produzir textos em língua inglesa. Além disso, a iniciativa teve intenção de elevar a autoestima dos educandos, no sentido de revelar a capacidade que cada um possui de aprender uma nova língua.

“Dessa forma pude contribuir com o enriquecimento do acervo bibliográfico de minha escola. E consegui, realmente, desenvolver atividades que elevaram a autoestima dos meus alunos, que se perceberam capazes de ler em inglês, de escrever em inglês, de se perceberem na condição de alguém que escreve um livro”, explica Joana Paula.

Conforme a professora, para o desenvolvimento do projeto feito com alunos do 7º ano da Escola Estadual Antônio Benvindo, em Guarabira, com a parceria de estudantes estagiários do PIBID, ela fez a proposta de trabalhar com a leitura da obra Cinderella e, em seguida, propôs aos estudantes a produção de um novo texto, em Língua Inglesa, a partir do uso de estratégias de tradução.

A segunda etapa do projeto foi a escolha dos personagens da obra por parte dos alunos, que deveriam representá-los com figurinos específicos, para a composição de um livro, a partir de material fotográfico. A atividade contou ainda com uma sessão fotográfica produzida na escola.

“O livro de Cinderella tornou-se um material interessante que, não somente os meus alunos, mas também alunos de outras turmas podem ter acesso, assim como outros professores podem desenvolver atividades com ele”, salienta a professora.

Joana Paula Costa fez graduação em letras/inglês no Centro de Humanidades do campus da UEPB em Guarabira, e cursou o mestrado em literatura e interculturalidade no campus da instituição em Campina Grande. Atualmente ela é professora da rede estadual, na educação básica, e ensina na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Benjamin Maranhão, no programa Escola Cidadã Integral (ECI).

“O reconhecimento desses projetos já é importante e ter profissionais do Brasil nesta conferência internacional eleva o nome da educação pública do nosso país, já que aqui a gente luta pra ter o reconhecimento necessário”, conclui a professora.