Plano B: PSB prepara vice de "emergência" para João Azevedo

Geografia Política da Paraíba leva João Azevedo a trabalhar na perspetiva de ter, pelo menos, dois nomes na chapa majoritária com título eleitoral na Rainha da Borborema.

Por Ytalo Kubitschek há 2 meses

Apesar das especulações gravitarem em torno do ex-senador Efraim Morais (DEM) como provável vice do engenheiro João Azevedo (PSB) na disputa ao Governo da Paraíba, os planos do partido caminham noutra direção. 

Terceiro colocado nas eleições de 2016 em Campina Grande, com mais de 16 mil votos, o empresário Artur Bolinha (PPS) ganha força nos bastidores para ocupar a vaga. 

Proprietário da empresa Rutra, Bolinha se licenciou recentemente da presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas para iniciar uma empreitada rumo à Assembleia Legislativa, mas seu futuro pode ser alterado. 

Campinismo em alta

A lógica da Geografia Política na Paraíba leva João Azevedo a trabalhar na perspetiva de ter, pelo menos, dois nomes na chapa majoritária com título eleitoral na Rainha da Borborema. 

Um deles já está sacramentado: Veneziano Vital (PSB).

O outro segue em negociação: Daniella Ribeiro (PP). 

A costura com Daniella enfrenta um impasse diante da excelente relação do seu partido com o senador José Maranhão (MDB). 

Caso o PP feche com Maranhão, o nome de Artur Bolinha como vice já vem sendo trabalhado como "saída de emergência" do PSB. Tal qual ocorreu com Lígia Feliciano (PDT) em 2014, após desarranjos na ocasião com as deputadas Daniella Ribeiro (PP) e Nilda Gondim (PMDB). 

Com potencial eleitoral insignificante em Campina Grande, Efraim perde o favoritismo para vaga de vice em 2018. 

A preço de hoje, o "Plano B" veste melhor a chapa socialista. 

Ytalo Kubitschek