MPF investiga denúncia de falta de extintores nos prédios da UFPB em João Pessoa

Inquérito foi publicado do Diário Eletrônico do MPF nesta quarta-feira. Denúncia foi feita em junho de 2015

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco/Arquivo
Por Ângela Duarte há 6 meses

O Ministério Público Federal está investigando a suspeita de insuficiência de extintores e de equipamentos para contenção de incêndios na UFPB. A investigação foi iniciada em 2015, mas foi convertida em inquérito civil nesta quarta-feira, conforme publicação no Diário Eletrônico do MPF.

Ainda segundo a publicação do MPF, a representação foi encaminhada para procuradoria da república em junho de 2015 e denunciava a negligência nas condições e números de extintores no campus de João Pessoa da UFPB.

G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da UFPB, mas até a publicação desta reportagem não havia sido encaminhado o posicionamento da instituição a respeito do inquérito do MPF.

O procurador que assina o procedimento, Sérgio Rodrigo Pimentel de Castro Pinto, informou que se reuniu nesta quarta-feira com o Corpo de Bombeiros e pediu para que fosse feita uma vistoria no local. O objetivo é ter uma noção exata da situação dos prédios da UFPB em relação ao combate de incêndios.

O procedimento aberto pelo MPF tem a validade de um ano.


Fonte: G1