Rock in Rio 2019 terá espaço dedicado à música eletrônica

New Dance Order trará 64 atrações. Local começará a funcionar às 16h e só vai parar às 4h

Foto: Divulgação
Por Ângela Duarte há 5 meses

G1

Festival marcado pela pluralidade musical desde sua primeira edição, em 1985, o Rock in Rio vai aprofundar, este ano, sua conexão com a música eletrônica - iniciada em 2001. O evento trará, pela primeira vez, a New Dance Order, espaço que será uma espécie de terceiro palco principal dedicado apenas a esta vertente musical.

O local terá 65 metros de extensão, 24 metros de altura, 560 metros quadrados de telões LED, além de shows pirotécnicos e lasers. Entre as atrações confirmadas estão Alesso, Tropkillaz, Vintage Culture, Infected Mushroom e o DJ Marlboro.

A pista de dança abrirá às 16h e só fechará às 4h - nas edições anteriores, o espaço abria às 22h e seguia até as 3h. Ou seja, houve uma expansão de seis horas na programação musical do espaço.

A curadoria do New Dance Order vai trazer 64 atrações expoentes de gêneros variados da dance music: house, techno, trance, bass, trap e EDM estão entre eles. Uma das ideias é mostrar a evolução do estilo ao longo dos anos.

“A dance music começou sua trajetória no século XX mas foi abraçada pelo público jovem do século XXI. Os garotos inventaram novos meios de criar e consumir música - e a música eletrônica está à frente de tudo isso. Queremos que todos tenham uma experiência de imersão profunda nesse novo espaço”, disse o diretor artístico do New Dance Order, Cláudio da Rocha Miranda Filho.

A próxima edição do Rock in Rio passará por uma expansão: haverá seis novas áreas para o público: Espaço Favela, Fuerza Bruta, Rota 85, Rock Street Asia, Nave e o New Dance Order.

O festival - que será realizado nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3,4,5 e 6 de outubro - ocupará um espaço 60 mil metros quadrados maior que o da edição anterior, estendendo-se por 380 mil metros quadrados do Parque Olímpico, na Barra.