Park Yoo-chun, do grupo de K-pop JYJ, é preso acusado de uso de drogas ilícitas

Cantor foi detido nesta sexta-feira (26) após teste para metanfetaminas dar positivo. Park nega acusações

Foto: REUTERS/Kim Hong-Ji
Por Ângela Duarte há 4 meses

Fonte: G1

Park Yoo-chun, integrante do grupo de K-pop JYJ foi preso nesta sexta-feira (26). O cantor, de 32 anos, é acusado de compra e uso de drogas ilícitas, segundo informações da agência Reuters.

O Tribunal Distrital de Suwon pediu a prisão de Park alegando a possibilidade de destruição de provas e fuga. Segundo a Reuters, o Serviço Nacional de Medicina Legal realizou um teste de drogas de uma amostra de cabelo depois que ele tingiu e raspou a maior parte dos pelos de seu corpo antes da realização do exame.

Park é suspeito de comprar 1,5 g de metanfetamina com sua ex-namorada no início do ano e usar a droga por cinco vezes. O cantor nega as acusações e afirma que nunca fez uso de drogas.

Park é um dos integrantes da banda JYJ, mas iniciou a carreira no grupo TVXQ, por onde ficou de 2003 a 2009.

Outros escândalos envolvendo artistas de K-pop

Outro astro de K-pop que foi preso recentemente foi Jung Joon-young. O cantor foi acusado em um escândalo sexual e confessou que filmou e compartilhou o material.

"Eu realmente sinto muito. Eu admito todas as acusações contra mim. Não vou contestar as acusações apresentadas pela agência de investigação e aceitarei humildemente a decisão do tribunal ”, disse ele, segundo a CNN. "Eu abaixei minha cabeça em desculpas para as mulheres que foram vitimadas por minhas ações."

Segundo a revista People, outros cantores como Yong Jun-hyung e Lee Jong-hyun também estão sendo investigados. Em fevereiro, Seungri deixou a indústria do entretenimento após caso de suborno sexual. Ele fazia parte da banda Big Bang.