Paraibana é eleita Miss Beleza Milênio Internacional 2019: 'caminho é difícil e longo'

Natural de Cajazeiras, no Sertão, Denise Vitória disputou título com concorrentes de 80 países e venceu concurso realizado no último domingo (28), na República Dominicana, no Caribe

Foto: Denise Vitória/Arquivo Pessoal
Por Ângela Duarte há 6 meses

Fonte: G1

"Foi uma experiência incrível e inesquecível", conta a paraibana Denise Vitória Rolim Gonçalves, eleita Miss Beleza Milênio Internacional 2019. Natural da cidade de Cajazeiras, no Sertão, a jovem modelo venceu o concurso realizado no último domingo (28), na República Dominicana, no Caribe. A paraibana, que completou 18 anos na terça-feira (30), recebeu o presente de aniversário antes do esperado e conquistou a coroa tão sonhada por ela.

Modelo desde os 14 anos, e atualmente estudante do 3º período de Direito, Denise Vitória precisou passar por outras três etapas até conseguir estar entre as mais belas concorrentes de 80 países. Antes da disputa internacional, a jovem Miss venceu no Brasil as etapas necessárias para a viagem, com tudo pago, até o Caribe.

"Para todas as meninas que sonham com o mundo miss, assim como eu, digo que nunca desistam. O caminho é difícil e longo, mas tudo vale a pena no final", diz Denise Vitória.

A primeira disputa aconteceu no ano passado, ainda na cidade da estudante. Denise levou o título de Miss Continente Cajazeiras Teen. A segunda etapa foi o Miss Continente Paraíba Teen, em que a jovem modelo também conquistou a coroa e foi escolhida para representar o estado na final do Miss Continente Brasil Teen 2018, que aconteceu no Teatro Paulo Pontes, em João Pessoa.

"A responsabilidade de carregar o nome de todo o país é enorme, mas todo esforço foi recompensado", salienta a paraibana.

Denise Vitória é filha do policial militar Gonçalves e da administradora Vanessa Rolim. Para a etapa no Caribe, a jovem viajou com um tio e produtor dela, Junior Vilheira, no dia 23 de abril deste ano. Os dois passaram sete dias fora do Brasil nos preparativos e na disputa pela coroa do concurso de beleza internacional.

“Neste concurso todas as candidatas, independente de categoria, de idade e de corpo, concorrem a um título principal, que é o maior de todos, que eles chamam de ‘beleza soberana’, e foi justamente esse título que a Denise ganhou”, explica Júnior Vilheira.

Ainda para o tio e produtor da jovem modelo, “o legal desse concurso é que quando as candidatas perdem nesse título maior, elas vão disputar de acordo com as categorias. É uma forma que o concurso encontrou para premiar várias meninas, pra reconhecer o esforço de chegar lá, que é muito gasto”, destaca.

Antes da final do concurso de beleza no Caribe, Denise e as outras 79 candidatas saíram nas ruas da cidade no Caribe para conhecer os moradores e o público que estaria presente no dia da disputa.

Além de participar dos concursos de beleza, a jovem miss atualmente é embaixadora do Grupo de Apoio a Pessoas com Câncer (Gapc), em Cajazeiras. “Uma miss precisa sempre estar engajada em projetos sociais”, enfatiza Denise.

Representatividade

Durante o concurso no Caribe, a jovem paraibana também ganhou o título de Miss Popularidade do Festival Internacional da Beleza do Milênio, por causa do engajamento dela com o público nas redes sociais.

Além disso, Denise Vitória venceu em todas as provas preliminares do concurso internacional, como melhores fotos, melhor passarela, melhor corpo e melhor trajes típicos. “Eu usei um traje típico representativo para Nossa Senhora das Dores, considerada como a padroeira de diversas cidades do Brasil”, frisa.

A jovem modelo retornou para casa na madrugada da terça-feira. Completando 18 anos de idade, a paraibana diz que esse é com certeza o melhor presente que ela poderia ter ganhado.

“Além da faixa e da coroa, eu ganhei uma viagem internacional para qualquer destino e vou poder voltar no próximo ano para coroar a sucessora. Mas pra mim o mais importante é poder trazer o título pra minha equipe de produção, que tanto trabalhou para essa conquista. Isso não tem preço”, conclui Denise Vitória.