Criador da boneca Momo diz que jogou a escultura no lixo: "Ela está morta"

"Ela não existe mais, não foi feita para durar. Estava desgastada e joguei fora", diz o escultor Keisuke Aiso; boneca tem aterrorizado crianças pelo mundo

Foto: Reprodução
Por Ângela Duarte há 7 meses

O escultor Keisuke Aiso, criador da boneca Momo, disse em entrevista ao jornal britânico The Sun que jogou o obra de arte fora. A figura do boneca virou assunto mundial após fotos da escultura serem inseridas em vídeos infantis, aterrorizando crianças do mundo inteiro.

“Ela não existe mais, não foi feita para durar. Estava desgastada e joguei fora. As crianças podem ter certeza de que Momo está morta. Ela não existe e a maldição se foi”, disse Aiso, que se solidarizou com as vítimas da pegadinha de mau gosto. A escultura foi exibida em uma galeria de arte de Tóquio em 2016, em uma série do artista batizada de "Aversão". 

A boneca ganhou fama mundial após sua imagem aparecer sem qualquer aviso prévio no meio de vídeos destinados ao público infantil no aplicativo YouTube Kids.

Entenda a polêmica envolvendo a boneca Momo

Momo tem aterrorizado crianças por todo o mundo


De acordo com depoimentos, a boneca dá instuções, em inglês, de como cometer suicídio .  Além do áudio ensinando como cortar os pulsos com diversos objetos que podem estar presentes em casa, também há imagens demonstrando o ato, fazendo com que se torne facilmente imitável pelas crianças.

Há relatos de aparição da  boneca  no meio de vários vídeos do YouTube Kids : alguns em que crianças fazem slime, em episódios de desenho e até mesmo roubam alguns minutos de músicas infantis, como a famosa "Baby Shark".  

Há também relatos de que, além de cometer suicídio, a personagem estimula as crianças a fazerem outros desafios, como esfaquear outras pessoas da casa. Para influenciar os pequenos a realmente fazerem o ato, a boneca retorna no fim do vídeo com ameaças e diz que, caso a criança não cumpra a ordem, ela vai voltar para pegá-la durante a noite. Assim, causando medo, é mais provável que a criança realmente o faça.

Em resposta à polêmica, o YouTube se pronunciou, em nota, alegando que não foi encontrado "nenhum vídeo que promova um desafio Momo no YouTube Kids" e pedindo para que qualquer conteúdo com "atos nocivos ou perigosos" seja denunciado. 

"Sobre o desafio Momo : não encontramos nenhum vídeo que promova um desafio Momo no #YouTubeKids. Qualquer conteúdo que promova atos nocivos ou perigos é proibido no YouTube. Se encontrar algo parecido, denuncie", escreveu a empresa no Twitter.

No Twitter, diversos usuários começaram a confirmar o problema, deixando o assunto entre os mais comentados da rede social. Os internautas afirmam que as crianças de sua família ou de conhecidos já conhecem a  boneca Momo e que estão com medo dela.

Fonte: Último Segundo - iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2019-03-19/momo-escultor.html