Agentes socioeducativos ficam feridos durante rebelião no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, PB

Segundo Polícia Civil, 10 agentes ficaram feridos e conforme Fundac, 22 socioeducandos tiveram ferimentos

Por Ângela Duarte há 3 semanas

G1

Pelo menos 10 agentes socioeducativos ficaram feridos durante uma rebelião que aconteceu no Lar do Garoto nesta terça-feira (4). As informações de agentes feridos só foram confirmadas nesta quarta-feira (5) pela Polícia Civil. Os servidores tiveram ferimentos nos braços, pernas e rostos. Alguns precisaram de atendimento médico.

A Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) já havia confirmado, na noite de terça-feira, que 22 internos ficaram feridos. Três deles foram levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Segundo a unidade de saúde, a ainda na noite da terça-feira eles receberam alta médica. Eram dois adolescentes de 17 anos e um de 15 anos.

Imagens feitas pela Polícia Civil no interior do Lar do Garoto mostram como ficou a situação nos alojamentos. Paredes foram quebradas, grades arrancadas. Alguns agentes tiveram ferimentos mais graves nos braços e pernas e precisaram ter membros imobilizados. O material está sendo anexado ao inquérito.

Segundo a Fundac, essa semana o Lar do Garoto está com 96 internos cumprindo medidas socioeducativas. O local tem capacidade para 120 pessoas desde uma nova ala que foi inaugurada. O G1 tentou contato com a direção do Lar do Garoto e com a Fundac nesta quarta-feira, mas as ligações não foram atendidas.

A Fundac já havia divulgado que está abrindo um procedimento administrativo para apurar a rebelião. Segundo o presidente Noaldo Meireles, a suspeita da fundação é de que a rebelião seria para uma tentativa de fuga, por causa da proximidade do início das festividades de São João em Campina Grande.

Durante a rebelião, a Polícia Militar confirmou que cinco adolescentes quase conseguiram fugir. Eles foram impedidos pelos policiais que usaram balas de borracha para evitar que eles conseguissem pular o muro.

Depois que a situação foi controlada nesta terça-feira, foi feito um procedimento de revistas dentro do Lar do Garoto, quando foram encontrados espetos, além de pedaços de madeiras e metal.