Polícias Civil e Militar da PB e do RN realizam ação integrada e prendem homens suspeitos de praticar mais de 10 homicídios

Dupla é investigada pelo latrocínio de uma mulher em 2018

Foto: Assessoria / Divulgação
Por Ângela Duarte há 8 meses

Polícias Civil e Militar da PB e do RN realizam ação integrada e prendem homens suspeitos de praticar mais de 10 homicídios e latrocínios

Uma operação integrada das Policias Civil da Paraíba e do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (28), na cidade de Mossoró, resultou na prisão de Ericles da Silva Sousa e Manoel Agostinho Bezerra, suspeitos de praticar homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte). De acordo com as investigações, eles aparecem como envolvidos em mais de 10 assassinatos registrados entre os anos de 2017 e 2018 na região de Catolé do Rocha.

Um dos crimes investigados é o latrocínio de uma mulher no mês de novembro de 2018. A vítima vinha em uma moto com o marido e a filha, uma criança de colo, quando os suspeitos surgiram e anunciaram o assalto. Ela foi atingida com um tiro na cabeça quando os criminosos mandaram parar o veículo. Pelas características repassadas pelas testemunhas, a polícia descobriu que os responsáveis pelo crime seriam membros de um grupo criminoso que atua na cidade.

Com a dupla, os policiais apreenderam uma espingarda calibre 12, uma pistola calibre 380, dois revólveres, munição, celulares e uma moto com restrição de roubo. Os agentes de investigação acreditam que uma das armas encontradas com os suspeitos foi usada no latrocínio. Ela será encaminhada para o Instituto de Policia Cientifica da Paraíba (IPC) para que os peritos criminais façam o confronto balístico. Ericles e Manoel vão aguardar presos, no Rio Grande do Norte, a transferência para um presídio da Paraíba.

Dando continuidade à Operação, policiais civis e militares coordenados pelo delegado seccional Silvio Rabelo e pelo comandante do 12º BPM, major Esaú Barboza, prenderam na cidade de Catolé do Rocha mais dois integrantes do grupo criminoso que Ericles e Manoel fazem parte. Marcelo Bezerra e Janildo Severino Bezerra foram surpreendidos pelos policiais no Bairro Tancredo Neves. Eles foram encaminhados para a Delegacia da cidade e vão ser apresentados na audiência de custódia.


Com assessoria