Retrospectiva 2018: políticos mudam de partido, vereadora é barrada em camarote de prefeito

Primeiros meses do ano foi marcado por surpresas na política paraibana

Por Iracema Almeida há 8 meses

Assim foram os meses que iniciaram o ano, com vereadora aliada ao prefeito sendo barrada na entrada de camarote da prefeitura de João Pessoa, deputado estadual sendo expulso de partido, vice-prefeito se deixando legenda e Lula viajando pelo país. 2018 já mostrava que seria diferente, com acontecimentos políticos que mudariam o destino da política paraibana.

No Folia de Rua, Carnaval de João Pessoa, a vereadora Raíssa Lacerda – na época filiada ao PSD – foi tentar subir no camarote do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), mas foi barrada pela segurança. Ela desabafou ao vivo durante transmissão da TV Arapuan, dizendo que ligou para Lucélio e a resposta que recebeu foi: “‘não, vereador não tem pulseira para camarote não, nenhum vereador foi convidado para o camarote do prefeito’”. Foi o jeito a vereadora descer a Avenida ao lado do senador José Maranhão, do MDB. Parece que os pessedistas estavam em atrito.

Já o deputado estadual Inácio Falcão, até então filiado ao Avante, foi expulso do partido e se filia ao PC do B. A ida do parlamentar para o Partido Comunista do Brasil não agradou alguns dos filiados, principalmente, o ex-vereador de Campina Grande, Napoleão Maracajá, que pretendia disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, deixa o MDB e se ali ao PSC, “dos Gadelhas”, com a intenção de se candidatar a senador, nas Eleições 2018. A decisão pegou o MDB de surpresa, já que Manoel parecia ser “fiel escudeiro de Maranhão”.

O primeiro semestre de 2018, já mostrava que o ano seria movido por surpresas e muitas especulações na política paraibana.