Máquina danificada atrasa tratamento de pacientes do Hospital Laureano, na PB

Peças para o conserto das máquinas de radioterapia custam entre R$ 70 mil e R$ 80 mil

Foto: Francisco França/Jornal da Paraíba
Por Ângela Duarte há 8 meses

Duas máquinas de radioterapia foram danificadas no Hospital Napoelão Laureano, em João Pessoa, depois de fortes chuvas que prejudicaram o funcionamento dos equipamentos, no mês de fevereiro. De acordo com a direção do hospital, Antonio Carneiro Arnaud, uma máquina foi consertada, mas a outra ainda aguarda conserto. Segundo alguns pacientes, a falta de equipamentos está dificultando o prosseguimento dos tratamentos.

Seu José Xavier está desde dezembro de 2019 hospedado na casa da filha, em João Pessoa. Ele veio do município de Boa Ventura, a cerca de 500 mil quilômetros da capital, para fazer um tratamento de um câncer na garganta. Para ele, a indicação é a radioterapia e quimioterapia em caráter de urgência. Mas, segundo ele, ainda não iniciou o tratamento.

"Quando a gente tem uma doença que evolui todo dia e a gente não toma remédio para isso, a tendência é que você vá chegar lá muito rápido. Você vai colocar no seu pensamento que o tempo está muito curto, se continuar do jeito que está, daqui a dois meses, três meses, já era", lamentou José.

O Hospital Laureano dispões de três máquinas de radioterapia, mas duas quebraram. Conforme Arnoud, uma delas foi recuperada nesta segunda-feira (18). Segundo o hospital, desde setembro que esses equipamentos apresentam problemas. Já passaram por conserto, mas no mês passado, duas voltaram a quebrar.

Conforme Antônio Arnoud, diretor do hospital, as peças para o conserto das máquinas custam entre R$ 70 mil e R$ 80 mil. "São despesas extras que não estão no orçamento. A peça chegou, mas vou mandar um engenheiro para vir fazer o conserto", explicou. A outra máquina ainda será consertada. Segundo Arnoud, pode demorar até seis dias, embora as peças já tenha sido compradas e o serviço autorizado.


Fonte: G1