Um aplicativo de celular para se exercitar no avião

O app pode ser um aliado contra incômodos típicos dos voos, principalmente aqueles mais longos

Foto: Travelletics/SAÚDE é Vital
Por Ângela Duarte há 3 meses

Por: Abril Saúde

Os apertos de uma viagem aérea cobram seu preço: dores no pescoço, nas costas e nas pernas, além de um risco maior de trombose venosa (a formação de um coágulo que às vezes para nos pulmões, onde provoca a temida embolia pulmonar). E todas essas chateações têm um denominador comum: a imobilidade.

Daí veio a sacada da personal trainer afegã Shugufa Issar Amerchel de criar o Travelletics, um aplicativo de celular que minimizaria tais problemas por meio da atividade física. Dentro dele, você encontra diferentes pacotes de treinos – uns de graça, outros não – que consideram o espaço reduzido dos assentos e a falta de equipamentos de ginástica.

“A ideia é fazer algo positivo para o seu corpo sem atormentar o indivíduo ao lado”, conta Shugufa. Os mesmos exercícios podem ser replicados em ônibus, trens e até carros, desde que você não seja o motorista. Mas há uma limitação considerável: o app está disponível somente em inglês e alemão.

Três exemplos de atividade tirados do Travelletics

Corpo torcido: sentado no seu assento, gire o tronco para um lado e levante uma perna. Reveze entre os lados. Durante o movimento, coloque as duas mãos atrás da cabeça.

Perna alongada: cruze as pernas, formando um triângulo. Aí, pressione o joelho com a mão, empurrando-o para baixo. Após alguns segundos, reveze entre as pernas.

Vaivém do pescoço: passando o braço por cima da cabeça, empurre a orelha direita com a mão esquerda. Troque depois de um tempo.