Vacinas do sarampo, gripe e meningite: adultos podem tomar?

A vacina é nossa melhor e mais eficaz forma de proteção, em todas as idades.

Por Ângela Duarte há 5 meses

O sarampo voltou a preocupar no Brasil. A cobertura vacinal diminuiu e o sarampo retornou, acometendo pessoas suscetíveis. Importante saber que o sarampo é uma doença que, além das “pintinhas vermelhas” que todos conhecem, pode também causar uma pneumonia e/ou problemas neurológicos graves.

A meningite meningocócica é outra doença que assusta pela rapidez com que acomete adultos ou crianças. Em questão de horas pode levar uma pessoa saudável a óbito.

A gripe sempre preocupa a todos pois a cada ano vem com uma “cara” diferente e o outono é o período em que todos devem começar a se proteger.

Há vacinas para estas três doenças e é sabido que as crianças devem tomar. Tudo certo. E os adultos? Devem? Podem? Até qual idade estão indicadas? Vamos entender.

A vacina do sarampo é distribuída gratuitamente na rede pública e está junto com outras duas: caxumba e rubéola. Por isso se chama vacina tríplice viral: protege contra estas 3 doenças causadas por vírus: sarampo, caxumba e rubéola. A primeira dose deve ser dada aos 12 meses e uma dose de reforço aos 15 meses de idade. Quem já tomou duas doses está protegido. E quem não tomou? De 1 aos 29 anos de idade todos devem tomar as duas doses, com intervalo mínimo de 1 mês entre as mesmas. De 30 a 59 anos basta 1 dose para se proteger. Não está indicada para maiores de 60 anos, crianças com menos de 6 meses de idade e para quem está com qualquer situação que leve à imunodepressão. Portanto, adultos até 59 anos podem tomar.

A vacina da meningite meningocócica tipo C é distribuída gratuitamente na rede pública. As que contém outros sorogrupos (ACWY e B) só estão disponíveis na rede privada. Podem ser administradas a partir de 3 meses de idade. Adolescentes devem necessariamente receber estas vacinas, pois são considerados de risco, pois habitualmente convivem em grupos em festas, viagens ou esportes. Há estudos de eficácia para adultos até os 50 anos de idade e o número de doses necessárias vai depender do tipo de vacina e da idade da pessoa.

A vacina da gripe 2019 já está chegando nas clínicas privadas e na rede pública. Importante saber que todo ano esta vacina muda sua composição, pois os vírus mais comuns sofrem mutações constantes e mudam também. Por isso, a cada ano a organização Mundial de Saúde define e atualiza a composição da vacina, de acordo com os subtipos mais prevalentes no hemisfério sul. Este ano a vacina tetra contem o H1N1, H3N2, e dois Influenza B. A trivalente só não contém um dos influenza B. Está indicada para crianças acima de 6 meses de idade e principalmente para idosos, com mais de 60 anos, que são grupo de risco.

Para lembrar, a vacina é gratuitamente distribuída para os seguintes grupos: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, pessoas com mais de 60 anos, profissionais de saúde, professores da rede pública e particular, população indígena, portadores de doenças crônicas, pessoas com imunossupressão, pessoas com trissomias, como Síndrome de Down, pessoas privadas de liberdade ou em instituições socioeducativas.

Vacinem-se. É nossa melhor e mais eficaz forma de proteção, em todas as idades.